5 de fevereiro de 2011

Berilo: Mandante de assassinato de ex-prefeito é condenado a 20 anos de prisão

O médico Luiz Antõnio Nogueira, de 67 anos, foi condenado a 20 anos e seis meses de prisão, como mandante do assassinato do ex-prefeito de Berilo, Cláudio Waldete Coelho Santos, o Ioiô

Foto:O mandante do assassinato, médico Luiz Nogueira, com uniforme de presidiário, e seu advogado, Hudson Maldonado Gama

Essa foi a decisão do Tribunal do Júri na Comarca de Minas Novas, nesta sexta-feira, dia 04 de fevereiro de 2011.

Às 21 horas, quando o Juiz Leonardo Cohen Prado leu a sentença, longa e bem fundamentada, o plenário, cheio de berilenses, com familiares, amigos de Ioiô e o povo solidário de Minas Novas, explodiu de alegria, batendo palmas.

Luiz Nogueira foi condenado por ter encomendado o assassinato de Ioiô no dia 6 de junho de 2008. O crime foi executado pelo agricultor Roberto Gonçalves , conhecido como Gil, condenado 14 anos de prisão. Gil trabalhava na fazenda do médico, em Sete Lagoas.

O crime foi classificado como violento e por motivo torpe, feito na tocaia, na casa da namorada de Ioiô, Alaíde Assis Amaral, a Lalá. Ioiô recebeu um tiro de cartucheira, pelas costas, tendo 27 chumbos atingido seu corpo, com 15 perfurações no pulmão e 4 no coração. Ele morreu na hora.

O médico acusava Ioiô de revirar seus arquivos de prontuários para descobrir possíveis falhas no seu trabalho, além de argumentar que era perseguido e ameaçado pelo ex-prefeito.
A defesa tentou argumentar que o médico Luiz Nogueira é esquizofrênico paranóide, e não tinha controle sobre seus atos, na época do crime. Um laudo de uma psiquiatra e um psicólogo do Instituto Médico Legal, de Belo Horizonte, jogou essa tese por terra, afirmando que ele tinha consciência plena do que tinha feito.

Familiares do ex-prefeito, no plenário: o filho Igor Maciel e duas irmãs de Ioiô, Eliana e Heloísa
O depoimento do réu confesso Roberto Gonçalves, o Gil, mostrou com detalhes o envolvimento do médico como autor intelectual do crime, planejando a tocaia, fornecendo a cartucheira e dinheiro para Gil.
Luiz Nogueira poderá recorrer em regime fechado. Por ter curso superior deverá ficar em cela especial, com banheiro, cama, colchão, armário, televisão e geladeira. Ele continuará preso na cadeia de Sete Lagoas, onde está desde outubro de 2009.

O Promotor de Justiça pedirá a sua remoção para a cadeia de Minas Novas. Gil irá para o presídio de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.
Fonte: Com informações do Blog do Banu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo