23 de outubro de 2010

Padre Paraíso: encontrado corpo de taxista

Desaparecido no último dia 11 de outubro, mas dias após os familiares conseguiram falar pelo celular dele com um homem identificado inicialmente pelo pré-nome de Eduardo

Após cinco dias desaparecido, a polícia encontrou o corpo do taxista José Lopes Batista de 30 anos, solteiro. Ele trabalhava com táxi num ponto da Rodoviária de Padre Paraíso, no Vale do Jequitinhonha, quando teria sido chamado por duas pessoas para uma corrida na zona rural do município.

José Lopes foi dado como desaparecido no último dia 11 de outubro, mas dias após os familiares conseguiram falar pelo celular dele com um homem identificado inicialmente pelo pré-nome de Eduardo. O suspeito foi visto ainda na direção do Gol, de cor prata, pertencente ao taxista em trânsito pela cidade. Mas em seguida sumiu também.

O vaqueiro de uma fazenda, próximo ao KM 8 da MG 409, que interliga a BR 116 a Novo Oriente de Minas, sentiu forte cheiro de material em decomposição e chegou a pensar que seria algum animal do rebanho. Mas encontrou o corpo de José Lopes próximo a área conhecida como futura balança da Receita Estadual.

“O corpo da vítima foi removido e examinado pelo legista, que atestou causa morte por traumatismo de pescoço”, comentou Francisco Couy Rodrigues, do IML. “É uma barbaridade o que fizeram com meu irmão...homem trabalhador...não fazia mal a ninguém...temos um suspeito mas vamos deixar a polícia fazer a parte dela”, destacou o cabeleireiro Adilson Lopes da Silva.

A pessoa a que ele se refere mora em Padre Paraíso, era conhecido da vítima e tem passagem pela polícia por diversos crimes. “Ele ainda ligou para gente em tom ameaçador..isso é um abuso”, finalizou Adilson.

O taxi de José Lopes foi recuperado pela polícia na cidade de Ponto dos Volantes, há 100 Km da cidade de onde saiu. O carro teria sido vendido por R$ 2.500,00 reais em Belo Horizonte e n deslocamento pelo Vale do Mucuri foi localizado até ser apreendido em Ponto dos Volantes.

A Polícia Civil de Padre Paraíso vai avaliar as informações coletadas com a família e pedir ajuda ao Judiciário para prender o suspeito pelo latrocínio.
Fonte: Com informações do Portal Tonoticias

Um comentário:

  1. Isso é uma pura mentira ..o verdadeiro assino desse crime tod mundo sabe que se chama Raphael dias viera .Matheus dias vieira e andré dias vieira ..então a policia civil está sendo muito negligente nesse crime..querem prender o Eduardo por falsas provas ..sem digitais sem nada

    ResponderExcluir

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo