8 de abril de 2012

Comissão do crack da ALMG passará por Almenara

Comissão Especial do Crack da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou, na tarde desta terça-feira (3/4/12), várias audiências públicas para debater o assunto no Estado


A comissão foi criada para estudar, no prazo de 60 dias, os impactos da droga e sugerir ao Executivo formas de minimizar o problema.


Os parlamentares vão realizar audiências públicas para apresentar um panorama sobre crack e outras drogas e o papel da mídia na conscientização da sociedade; e discutir prevenção, modelos de tratamento para o crack, rede de tratamento de álcool e outras drogas, reinserção social e atenção à família, sistema de defesa social e financiamento das políticas antidrogas.
Além disso, a comissão vai fazer visita ao ministro da Justiça, para debater o Plano Nacional de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, e ao Centro Mineiro de Toxicomania, em Belo Horizonte, para conhecer sua estrutura. 


As notícias relacionadas aos trabalhos dos parlamentares serão enviadas por e-mail a entidades ligadas ao tema para dar visibilidade aos encaminhamentos. Os requerimentos são da deputada Liza Prado (PSB) e dos deputados Paulo Lamac (PT), Doutor Wilson Batista (PSD) e Tadeu Martins Leite (PMDB).
Interior – O assunto também será debatido no interior do Estado, por meio de audiências públicas. A comissão aprovou reuniões em Muriaé e Viçosa (Zona da Mata); Almenara (Jequitinhonha); Juiz de Fora (Zona da Mata); Uberlândia e Uberaba (Triângulo). Os requerimentos são, respectivamente, dos deputados Doutor Wilson Batista, Tadeu Martins Leite e Vanderlei Miranda (PMDB) e da deputada Liza Prado e do deputado Paulo Lamac.
A comissão também vai visitar a Divisão Antidrogas da Polícia Civil para conhecer o trabalho desenvolvido, a requerimento do deputado Vanderlei Miranda.
Pedido de informação – A requerimento da deputada Liza Prado, a comissão vai pedir informações à Subsecretaria de Políticas sobre Drogas em relação ao número de famílias atendidas e montante de recursos do programa “Aliança pela Vida”, do governo de Minas, que desenvolve ações para combater o uso de entorpecentes.
Durante a reunião, a primeira da Comissão Especial do Crack, os deputados se manifestaram em relação à importância do assunto e sua discussão. Os parlamentares esperam elaborar indicações, a partir da contribuição de especialistas e da população, para que o Estado possa diminuir os impactos do crack na sociedade.
Fonte: Com informações da Assessoria da ALMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo