11 de abril de 2012

Araçuai:ex-prefeita evita comentar denúncias sobre sua gestão


Ex-prefeita de Araçuai, Maria do Carmo Silva, evita comentar as denúncias de corrupção em seu governo, durante sua passagem pela cidade

A ex-prefeita de Araçuai(MG), Maria do Carmo Ferreira da Silva, a Cacá(PT) evitou comentar as denúncias de corrupção em seu governo. " Estou de férias", afirmou a ex-prefeita ao ser abordada pelo Jornal Gazeta, na manhã desta segunda-feira (09-04).

A ex-prefeita esteve no setor de Recursos Humanos da prefeitura de Araçuai,  para solicitar uma contagem de tempo.. " Ela vai entrar com pedido de aposentadoria junto ao INSS", informu Marizete Luis Silva, funcionária do setor
No dia 30 de janeiro, o promotor da Comarca de Araçuai, Leonardo Morroni Araújo de Mello, instaurou dois inquéritos civis para apurar eventuais irregularidades ocorridas durante o mandato da ex-prefeita que administrou o município por dois mandatos, de 1997 a 2000 e 2000 a 2004.

Ministério Público investiga uso indevido de verbas
O Ministério Público está investigando a aplicação dos recursos do Fundef durante os anos de 1998 a 1999. "Desconheço as denúncias'', disse a ex-prefeita.
O Fundef- Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério é um fundo instituído em cada estado da Federação e cujos recursos devem ser aplicados exclusivamente na manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental público e na valorização do seu magistério.

O Ministério Público vai investigar o uso de verbas do Fundef para  pagamento de abono família, salário maternidade, pagamento de funcionários da APAE, pagamento de auxiliares de serviços gerais do Departamento de Obras da prefeitura entre outros serviços que não poderiam ser pagos com os recursos da Educação.

A ex-prefeita teve suas contas rejeitadas 
A ex-prefeita teve suas contas rejeitadas pela Câmara Municipal após parecer do Tribunal de Contas do Estado e por isso, está inelegível até 2014

Natural de Montes Claros, a ex-prefeita está sendo acionada judicialmente pela Procuradoria do Município para que apresente prestações de conta de convênio na área de´Saúde no valor de R$ 521.890,77, sob pena de devolver este valor aos cofres públcos.

Contra ela pesa ainda mais três ações civis referentes a prestações de contas irregulares de convènios com os governos estadual e federal.

Sobre sua decisão de sair candidata a prefeita nas eleições deste ano, caso seja autorizada pela Justiça através de liminar, a ex-prefeita foi evasiva. '' Estou sempre decidida", disse ela.

A ex-prefeita vive atualmente em Brasília, onde ocupa cargo no Ministério da Igualdade Racial.
Fonte: Com informações do Gazeta de Araçuaí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo