5 de março de 2011

Sorriso Solidário comemora resultados no Vale do Jequitinhonha

A 1ª Expedição Sorriso Solidário percorreu, durante duas semanas de fevereiro, os distritos de Cachoeira do Norte, Campo Buriti, Capivari, São João da Chapada e Couto Magalhães de Minas, no Vale do Jequitinhonha

Ações nas áreas de meio ambiente, arte-educação e saúde bucal foram levadas às escolas e repassadas aos alunos e à comunidade no intuito de levar cidadania e conhecimento.

Durante os 15 dias de trabalho, foram realizados 483 atendimentos odontológicos, 244 restaurações dentárias e, ainda, confeccionadas 220 próteses dentárias. Nas cinco escolas contempladas, 370 alunos e professores participaram das oficinas e workshops de teatro de sombra e marionetes. Ao todo, 187 professores e alunos aprenderam como ter novas atitudes de preservação do meio ambiente, como o tanque de reuso da água, arborização, reciclagem de papel e o detergente ecológico.

Uma parceria entre o sistema Sedvan/Idene, através do Programa Turismo Solidário, e o Instituto Brasil Solidário (IBS), patrocinada pela Estação Conhecimento, da Fundação Vale, viabilizou o projeto. A equipe do IBS foi recebida pelos receptivos do Turismo Solidário e conviveu, durante os 15 dias, com a realidade e a cultura locais.

Para a diretora do Instituto Brasil Solidário, Ana Elisa Salvatore, a expedição cumpriu o seu papel. “O trabalho no Vale do Jequitinhonha foi muito importante para a equipe. Notamos uma grande demanda nas áreas de saúde bucal e contamos com a participação e interesse das comunidades locais”, comemorou.

Educação e saúde em sintonia

Dona Maria das Graças, aos 45 anos, foi uma das contempladas com a prótese dentária. “Fiz orçamento muitas vezes para colocar a prótese, mas só agora, com a vinda da Expedição Sorriso Solidário, tive a oportunidade de ter um sorriso novo”.

Na área ambiental, a oficina de papel reciclado contou com grande participação de professores e alunos. Eles aprenderam o passo a passo de transformar o jornal velho em folhas de papel com várias utilidades, como, por exemplo, a confecção do próprio material escolar.

Graziele Aparecida de Jesus, de 15 anos, aluna do distrito de Milho Verde, fez a oficina junto com a amiga Rosiane Rosa. Ambas já conheciam a técnica da reciclagem da folha de bananeira e tiveram a oportunidade de conhecer com outro material. “Antes a gente jogava o jornal fora, agora vamos fazer a reciclagem em casa”, disseram. As alunas estavam bastante empolgadas com a oficina de teatro de sombras. Segundo elas, vai ser de grande utilidade para apresentarem peças de teatro na escola.

A parceria Sedvan/Idene, IBS e Estação Conhecimento volta ao Vale do Jequitinhonha, no mês de maio, para mais uma visita aos cinco distritos para dar continuidade aos trabalhos.

Fonte: Com informações da Agência Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo