19 de março de 2011

Programa Leite Pela Vida realiza capacitações no Jequitinhonha

Programa Leite Pela Vida inicia várias capacitações em inseminação artificial

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan) deu início, nesta quinta-feira (17), as capacitações em inseminação artificial em bovinos. Participam da capacitação produtores e fornecedores do Programa Leite Fome Zero - Um Leite pela Vida.

Nesta fase, os produtores aprenderão os cuidados necessários para o desenvolvimento do rebanho por meio de técnicas, dicas e sugestões para um manejo alimentar, sanitário e reprodutivo.

Segundo o diretor de coordenação de programas e projetos do sistema Sedvan/Idene, Carlos Fernando Amaral, o Programa Leite pela Vida está focado, também, em ações estruturadoras que darão suporte à atividade de todos os pequenos produtores rurais e aos atendidos.

Como exemplo ele cita a aquisição de tanques de resfriamento do leite e de sementes para produção de suplementação alimentar do rebanho. Essas ações, juntamente com a capacitação e assistência técnica em inseminação artificial, têm como objetivo dar infraestrutura e conhecimento para incrementar a produtividade de leite na região.

A capacitação

A capacitação vai orientar os produtores sobre o bom manejo alimentar e sanitário do gado como guardar o alimento para época de seca, cultivo do canavial, modo de fornecimento de alimento, manejo das vacas nos pastos em diferentes épocas do ano e controle de parasitas e doenças por meio de vacinação. E vai abordar, ainda, as características físicas e comportamentais dos animais, no que diz respeito ao reconhecimento do cio e a prática de inseminação.

A inseminação tenta agir sobre dois aspectos: aproveitar ao máximo os cios da matriz, e fazer com que as crias tenham maior potencial produtivo, por conta do uso do sêmen de reprodutores melhorados, a em custo relativamente baixo.

Nessa primeira etapa da capacitação, a técnica da inseminação artificial será apresentada aos produtores rurais. Na sequência, 37 técnicos em inseminação serão contratados para fazer a prática junto aos contemplados pelo programa. ”Vamos comprar as ampolas de sêmen e os botijões para armazenamento, que serão distribuídos gratuitamente”, informa Carlos Amaral.

A expectativa é de que até junho a nova tecnologia já esteja incorporada ao dia a dia do pequeno produtor. As capacitações para inseminação artificial serão feitas por quatro equipes, dividas por região. A meta é atingir 4.400 produtores, associados em cooperativas ou laticínios na área de atuação do sistema Sedvan/Idene.

As capacitações acontecerão nos municípios de Almenara, Santo Antônio do Jacinto, Araçuaí, Açucena, Belo Oriente, Buenopólis, Capelinha, Capitão Enéas, Catuji, Comercinho, Curvelo, Diamantina, Engenheiro Navarro, Espinosa, Francisco Sá, Icaraí de Minas, Itacarambi, Itamaramdiba, Jaíba, Januária, Lagoa dos Patos, Machacaleta, Manga, Mirabela, Montes Claros, Nanuque, Nova Porteirinha, Pintópolis, Ponto dos Volantes, Porteirinha, Salinas, São Francisco, Taiobeiras e Turmalina.

O programa

O Programa Leite Fome Zero – Um Leite Pela Vida tem uma previsão de distribuição, diária, de 151,5 mil litros de leite, em 193 municípios, para famílias que possuem crianças de seis meses a seis anos de idade, gestantes, nutrizes e idosos.

Fonte: Com informaçoes do O Reporter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo