29 de janeiro de 2011

O Vale a partir dos movimentos sociais

Fórum dos Movimentos Sociais do Vale do Jequitinhonha lança as pautas para 2011

Entre os dias 19 e 20 o Centro Missionário da Igreja Católica de Jordânia recebeu a primeira edição de 2011 do Fórum dos Movimentos Sociais do Vale do Jequitinhonha. O evento, que ocorre desde 1999, busca articular as entidades do Vale para discutir os problemas de cada microrregião (alto, médio e baixo Jequitinhonha) e buscar uma solução conjunta. Reforma agrária, educação no campo, desertificação, economia popular solidária e a violência contra a mulher foram as temáticas pautadas para 2011.
Ao todo participaram cerca de 30 pessoas de 15 instituições, entre elas sindicatos, entidades da Igreja Católica, movimentos ligados à questão agrícola e Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

No primeiro dia foram apresentadas as entidades presentes e feita uma análise da conjuntura nacional. Um dos principais pontos levantados foi a falta de políticas públicas mais atentas às realidades de cada região e dos movimentos sociais. Também foi feita uma avaliação dos 12 anos do Fórum, com discussões acerca dos papeis das comissões temáticas (forma escolhida pelas entidades para trabalhar os assuntos definidos como importantes) e da comissão executiva que é responsável pela organização e por representar oficialmente o Fórum.

No segundo dia foi dada continuidade às discussões acerca dos temas pautados para 2011 e definidas as ações a serem tomadas pelos movimentos. O Encontro Nacional da Articulação do Semiárido- Econasa, que será realizado em 2012, foi uma das principais discussões já que ele, provavelmente, será sediado em Minas Gerais. As entidades também perceberam a necessidade de ampliar a mobilização nas microrregiões e por isso definiram que deverão ser feitas reuniões em cada regional por uma comissão local antes dos próximos Fóruns.

Para José Nelson, representante da Caritas de Araçuaí (entidade da Igreja Católica ligada à formação e conscientização dos excluídos) as discussões foram muito ricas e têm mostrado um avanço do Fórum. A presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jordânia, Ieda Rodrigues, destacou também a importância do evento, que consegue articular diferentes opiniões e procura soluções conjuntas: ?Não é apenas uma entidade que assume as atividades?, afirmou. O próximo encontro será em Diamantina, nos dias 26, 27 e 28 de Abril com a perspectiva de ampliar o contato com a UFVJM que tem um Campus na cidade.
Fonte: Com informações da UFMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo