7 de maio de 2010

Itinga tem a pior qualidade de vida de Minas

Sete anos e meio depois de ter sido criado como principal arma para combater a miséria no país, o Fome Zero provocou mudanças significativas na vida dos moradores das três localidades que viraram uma espécie de símbolo do programa: Itinga, no médio Jequitinhonha; Guaribas, no Piauí, e Brasília Teimosa, antigo bairro do Recife.

Mas nem por isso o fantasma da miséria deixa de assombrar boa parte da população.
Em Itinga, mais de 2 mil famílias se sustentam com o Bolsa Família, mas as estatísticas mostram que o quadro social ainda é desolador. Pesquisa realizada pela Fundação João Pinheiro e divulgada quinta-feira coloca a cidade como a pior em qualidade de vida de Minas Gerais.
As dificuldades para o acesso à saúde e a falta de emprego e renda são os principais problemas do município. Também são verificadas carências de segurança pública e finanças municipais. A situação de Itinga não difere muito das condições de outras cidades do Vale do Jequitinhonha, que ocupam as piores posições no ranking elaborado pela FJP. Quando lançou o programa Fome Zero no município, em janeiro de 2003, logo depois de sua posse, o presidente Lula declarou que uma de suas prioridades seria o investimento na melhoria das condições de regiões pobres como o Jequitinhonha.
Em saúde, Itinga apresenta o índice 852. A cidade conta com cinco postos de saúde, uma policlínica e dois médicos. Em caso de internação, os doentes são levados de ambulância para outros municípios. A falta de emprego é considerada o maior problema do município. Mineradoras fazem a extração de pedras de granito em Itinga, mas tem poucos postos de trabalho, já que transportam as pedras brutas para beneficiamento em outras cidades.
O prefeito de Itinga reconhece os entraves enfrentados
O prefeito de Itinga, Charles Azevedo (PT), o Charlão, reconhece os entraves enfrentados pelo município devido à pobreza, mas disse que, nos últimos anos, muita coisa melhorou na cidade por conta dos investimentos públicos, sobretudo nas áreas de educação e saneamento básico. "A gente até se assusta quando recebe uma notícia dessa.
Temos que olhar isso direito", disse Azevedo, sobre a posição do município no IMRS."Temos aqui o programa Vida no Vale (do Governo do Estado), que está proporcionando um grande investimento em saneamento básico. Em breve, 100% dos domicílios de Itinga terão água e esgoto", relatou, lembrando que, nos últimos anos, foram construídas cinco escolas-núcleo e inaugurado um conjunto com 57 moradias.
Fonte: Com informações do O Globo/Radio Teófilo Otoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo