31 de maio de 2010

Eleições Almenara. Fabiany e Vila eleitos com 10.998 votos

Candidatos da coligação "O Progresso Faz a Diferença" são os novos prefeito e vice de Almenara

Fabiany Ferraz Gil Figueiredo (prefeita) e Wilmar Guimarães de Matos (vice) da coligação "O Progresso Faz a Diferença" são os novos prefeito e vice de Almenara (9ª Zona Eleitoral de Almenara) obtiveram 10.998 dos 18.687 votos valido (58,85%); a totalização dos votos aconteceu às 19h56. Votos brancos somaram 244 e votos nulos 818

A diferença de 3810 votos confirmou a vitória de Fabiany Ferraz que nas eleições de 2008 foi eleita como vereadora da cidade. Após decisão do TRE-MG que cassou o prefeito eleito em 2008, ela assumiu o comando do executivo temporariamente até as novas eleições. Com uma carreira impecável, a primeira mulher a assumir a prefeitura de Almenara.

Em Almenara, os 27.612 eleitores foram surpreendidos com a substituição de um dos candidatos a prefeito. Eram 18h25 de sábado quando o candidato Manoel Francisco Alves Silva, da coligação "A Força do Povo" PTN/PP/PMDB/PMN, que teve o pedido de registro indeferido e estava concorrendo com recurso no TRE-MG, apresentou renúncia, sendo substituído por Gessira Gomes Cardoso.
Conforme prevê a legislação, como a substituição foi feita ás vésperas do pleito, o nome do candidato continuou constando na urna eletrônica mas os votos dados a ele serão computados para a candidata Gessira Gomes Cardoso (PMDB). O candidato da coligação para vice-prefeito, Amadeus Campos Brito (PMDB), continuou compondo a chapa. Para dar publicidade à substituição, O juiz Eleitoral da cidade, Thiago França de Resende foi à rádio local, no próprio sábado, para divulgar a mudança.
Quatro chapas disputaram a prefeitura: Júlio César Mares (prefeito) e Juracy Botelho Arruda (vice), da coligação "Integridade e Ação (PR/PTB/PRTB); Antônio Fernando Pereira dos Santos (prefeito) e Cleide Pereira Sepo Sousa (PSB); Fabiany Ferraz Gil Figueiredo (prefeita) e Wilmar Guimarães de Matos (vice) da coligação "O Progresso Faz a Diferença (PT/DEM/PcdoB); além da coligação a Força do Povo com Gessira Gomes Cardoso, prefeita , e Amadeus Campos Brito, vice.
O TRE confirmou, em 30 de junho de 2009, por três votos a dois, a cassação do prefeito reeleito de Almenara, Carlos Luiz de Novais (PDT), e do vice-prefeito, Exupério Ferreira Pires, por captação ilícita de sufrágio, ou seja, oferecimento de vantagens ao eleitor em troca de voto.
Na representação proposta pelo segundo colocado no pleito, Manoel Francisco Alves Silva (PMDB), os eleitos foram acusados de ter doado material de construção e alimentos em troca de votos, além de terem intermediado a ligação de rede de água em residências, também em troca de voto.
A maioria dos juízes acompanhou a relatora do caso no Tribunal, Mariza Porto, que reconheceu a captação ilícita de sufrágio por meio da intermediação do serviço de abastecimento de água. Apenas no tocante à doação de material de construção e de alimentos em troca de votos, ela considerou que não ficou comprovado que os eleitos tinham ciência das práticas irregulares. Como a chapa eleita teve mais de 50% dos votos, a juíza considerou que devem ser realizadas novas eleições para prefeito e vice no município.
O TRE-MG já realizou 14 pleitos extemporâneos para prefeito em Minas Gerais relacionados às eleições 2008. Com as cinco eleições deste domingo, sobe para 19 o número de cidades em que a eleição foi definida em um segundo pleito.
Fonte:Com informações do Diário do Jequi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo