2 de dezembro de 2009

Dom Serafim é homenageado na Assembleia legislativa

Dom Serafim nasceu em Minas Novas
A Assembleia legislativa de Minas Gerais comemorou segunda-feira, 30, o ano jubilar que marca os 60 anos da ordenação de Dom Serafim Fernandes de Araújo como sacerdote, e também homenageou o Instituto dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora pelos 80 anos de sua fundação. A reunião especial foi requerida pelos Deputados Délio Malheiros, Sávio Souza Cruz e Ruy Muniz, que presidiu o evento e representou o presidente da ALMG, Alberto Pinto Coelho. A mesa foi composta por sacerdotes e políticos e o Plenário Juscelino Kubitschek ficou lotado.

A placa destinada ao Cardel Emérito D. Serafim Fernandes de Araújo contém os seguintes dizeres: "Uma vida dedicada à obra social, à educação e aos princípios da Igreja Católica. É assim que o Cardeal Emérito Dom Serafim Fernandes de Araújo, incansável promotor da justiça e da paz, constitui-se numa inspiração para todos os que buscam promover o bem comum. Com uma sensibilidade ímpar, esse homem, que tantas vezes esteve à frente de seu tempo, mostra-nos, a cada dia, que é possível fazer a diferença quando o amor, a generosidade e a doação fazem parte de nossas atitudes. A Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais reconhece o valor de Dom Serafim Fernandes de Araújo para a sociedade mineira e presta-lhe homenagem na comemoração de seu ano jubilar. Belo Horizonte, 30 de novembro de 2009. Deputado Alberto Pinto Coelho. Presidente".

Dom Serafim nasceu em 13 de agosto de 1924 em Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha. Viveu sua infância em Itamarandiba e, aos 12 anos de idade, foi estudar no Seminário de Diamantina onde se formou em Humanidades em 1942 e em Filosofia em 1944. Foi escolhido para ir estudar em Roma, onde fez mestrado em Teologia e Direito Canônico na Pontifícia Universidade Gregoniana. Sua ordenação se deu em 12 de março de 1949, na Catedral de São João Latrão em Roma.

O sacerdote retornou ao Brasil e celebrou sua primeira missa em 17 de setembro de 1951, em Itamarandiba. Depois foi ser pároco do município de Gouveia, onde ficou até 1957. Nesse mesmo período atuou como capelão da Companhia Industrial de São Roberto. De 1956 a 1957 assumiu o posto de capelão militar do 3º Batalhão Militar da Polícia Militar de Minas Gerais, onde também foi diretor de Ensino Religioso da Arquidiocese de Diamantina e professor de Direito Canônico no Seminário Provincial.

Já em Curvelo, onde foi pároco em 1957 e cônego de 1958 a 1959, também atuou como professor em várias escolas. Sagrado bispo em 07 de maio de 1959, com apenas 34 anos, (foi o mais novo bispo do Brasil), transferiu-se para a capital para ser auxiliar de Dom João Resende Costa. Assumiu também os cargos de vigário geral, administrador e diretor de Ensino Religioso da Arquidiocese, além de tornar-se professor de Cultura Religiosa da PUC Minas. A partir de 1960, Dom Serafim toma posse como reitor da PUC Minas, que nessa época contava apenas com 650 alunos.
Fonte: Com informações do Portal O Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo