14 de setembro de 2009

A Comissão de Direitos Humanos da ALMG visitou nesta segunda-feira a cidade de Medina no baixo Jequitinhonha

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais visitou, nesta segunda-feira (14/9/09), a cidade de Medina, no baixo Jequitinhonha. O objetivo é prestar solidariedade ao juiz Neanderson Martins Ramos e à promotora de Justiça Sumara Aparecida Marçal, vítimas, segundo o deputado Durval Ângelo (PT), autor do requerimento do encontro, de sofrer ataques após a decretação de prisão preventiva de sete policiais militares, denunciados por tortura em Itaobim. A visita aconteceu às 13 horas, no Fórum de Medina, à rua Francisco Figueiredo, 250, Centro.

Em pronunciamento no Plenário, no dia 26 de agosto, Durval Ângelo repudiou o caso, lembrando que os policiais foram denunciados pelo Ministério Público por prática de tortura. Segundo Durval, os PMs teriam torturado um adulto e dois adolescentes suspeitos de assaltar e balear Paulo José Francisco, que ficou paraplégico. O caso ocorreu em Itaobim, que pertence à comarca de Medina.

Manifestação em Itaobim
Na manhã de ontem, aproximadamente 200 pessoas, entre policiais militares e socidade civil, fizeram uma manifestação em Itaobim, também no Vale do Jequitinhonha, pedindo a liberação dos militares que estão presos desde o início de agosto no 44° Batalhão de Polícia Militar, em Almenara.
Fonte: Com informações da Assessoria de Comunicação da ALMG/Portal In360

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo