17 de julho de 2009

Parceria leva solidariedade ao Vale do Jequitinhonha

Cavaleiros de todo o Brasil se encontraram, essa semana, no Vale do Jequitinhonha, para mais uma etapa do Campeonato Sela de Ouro, da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador. Com o apoio do Programa Turismo Solidário, desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas (Idene), a competição, que saiu de Diamantina, percorreu cerca de 200 km pelas antigas trilhas usadas pelos tropeiros, num roteiro paralelo à Estrada Real.

Sob o selo Caminhos Gerais, projeto idealizado por Lucio Flávio Baioneta, cerca de 150 participantes, entre cavaleiros, tratadores, equipe de apoio e amigos se uniram para aliar o esporte à ação solidária. O programa Turismo Solidário é parceiro das ações, hospedando os visitantes nos receptivos familiares locais – casas de moradores que recebem os turistas – e disseminando a cultura do Vale. "O que mais nos deixa satisfeitos é ver o sorriso no rosto das pessoas e o reencontro com os amigos", afirma Baioneta. Ele ilustra uma noite junina em São João da Chapada, em que a população esperava ansiosa a chegada dos cavaleiros na praça e a alegria com que a equipe era recebida. "O Turismo Solidário é a mola mestra das nossas ações. Há um intercâmbio de costumes, lugares, culinária, sabores, e uma enorme troca de experiências", completou. Segundo o idealizador do projeto, o Caminhos Gerais já prestou assistência a cerca de 30 mil crianças e 13 mil adultos nos Vales do Jequitinhonha e São Francisco.


Esse número só pôde ser alcançado graças à parceria com as Universidades de Goiânia e Uberlândia, e no caso do Vale do Jequitinhonha, com a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Durante o trajeto, os cavaleiros e amigos se unem aos universitários e prestam assistência às populações dos distritos que os recebem. Cerca de 90 alunos de 12 cursos ofereceram assistência médica, odontológica, jurídica, além de brincadeiras, música e muita diversão. Murielle Possidônio, aluna do Curso de Serviço Social participa do Turismo Solidário, no programa Caminhos Gerais, desde a sua primeira edição. Para ela, é um momento importante de levar para a prática o que eles aprendem na teoria, e uma oportunidade especial de ajudar as pessoas, para depois discutir em sala de aula a realidade do Brasil. Para o professor Gilson Froes, coordenador de Ação Social, a frase de Milton Nascimento "todo artista tem de ir aonde o povo está", é o seu lema. Segundo ele, cada edição do evento contribui para a formação humana dos alunos, com aprendizados que vão muito além da prática. A pró-reitora de Extensão da Unimontes, Marina Queiroz, também visitou o projeto em Capivari e São Gonçalo do Rio das Pedras e ressaltou a importância da parceria da Unimontes com o Turismo Solidário e com o Selo Caminhos Gerais.


Segundo Marina, a cada ano cerca de 300 alunos se candidatam para fazer parte do projeto, dos quais 96 são escolhidos, entre diversas áreas. Artesanato, cultura e gastronomia: as riquezas do Vale Em São Gonçalo do Rio das Pedras, os cavaleiros e toda a equipe puderam saborear o tradicional franguinho caipira, provar dos doces tradicionais, do vinho local e conhecer o rico artesanato da região.


Uma feira de artesanato, cuidadosamente montada na Associação de Mães, onde os participantes do evento puderam escolher entre tapetes, cestaria de capim do cerrado, cosméticos produzidos com plantas da região, como macaúba e mutamba, cachecóis, entre outros. Para Maria José Benjamim, integrante da associação, a cavalgada Caminhos Gerais é uma oportunidade de incrementar as vendas. E não pensem vocês que os maiores consumidores são as mulheres. Segundo a artesã, os homens se aventuraram mais nas compras. Elenice da Conceição Silva Prado, outra associada, também ressaltou a geração de emprego e renda: "seria melhor se tivessem outros eventos como esse durante o ano".


Turismo Solidário

O Turismo Solidário tem como principal objetivo incentivar o crescimento do fluxo de turismo na região do Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas, contribuindo para o desenvolvimento das comunidades locais, que são capacitadas para receber os turistas em suas próprias casas. Atualmente o programa está em 20 municípios e distritos do Vale do Jequitinhonha e Norte: Alecrim, Bonfim, Cachoeira do Norte, Cafezal, Campo Alegre, Campo Buriti, Coqueiro Campo, Capivari, Chapada do Norte, Couto de Magalhães de Minas, Extrema, Gangorras, Grão Mogol, Mato Grosso, Ribeirão, Mendanha, Milho Verde, Santa Rita, São Gonçalo do Rio das Pedras, São Gonçalo do Rio Preto, São João da Chapada e Serro.
Fonte: Com informaçãoes da Agência Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo