8 de junho de 2009

Vale do Jequitinhonha é ponto estratégico de trafico de animais

O combate ao tráfico de animais silvestres em Minas Gerais está enfraquecido. Pesquisa apresentada no dia 04-06-09 pela Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda) aponta o Estado como a segunda rota do comércio ilegal no país, atrás apenas da região amazônica. Sem estrutura suficiente, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) enfrenta dificuldades para expedir multas e punir os criminosos.

BR–116 concentra 56% do fluxo ilegal das espécies
A BR–116, conhecida como Rio-Bahia, é a principal rota do tráfico de animais silvestres em Minas, com 56% do fluxo ilegal de fauna silvestre, seguida da BR–381, com 10% do total. Cerca de 70% do transporte é feito por pequenos e médios traficantes em carros de passeio, ônibus e caminhões, onde os animais são submetidos a condições degradantes que fazem com que 90% deles não resistam e morram durante o percurso.De acordo com o estudo, as cidades do Vale do Jequitinhonha são pontos estratégicos para distribuição dos animais para outros Estados. A campeã é Itaobim, com 32% das ocorrências dos 32 municípios que lideram o ranking desse tipo de crime. (EM)
Fonte: Com informações do Portal O Tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo