16 de março de 2009

Barraginhas começam a ser construídas no Vale do Jequitinhonha

Chapada do Norte, Berilo, Francisco Badaró e Minas Novas, começaram a receber esta semana 400 barraginhas para a captação da água das chuvas e lagos de múltiplo uso que serão usados como criatórios comunitários de peixes. Treinamentos e demonstrações de como se constrói uma barraginha estão sendo feitos na região pelo engenheiro agrônomo da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) Luciano Cordoval de Barros, coordenador do projeto.

“Esses municípios estão em uma região muito seca. Em pleno período de chuvas, os córregos estão vazios. Esperamos, com a construção de 100 barraginhas em cada cidade, revitalizar mananciais e cursos d’água”, explica Cordoval. As ações – iniciadas em 2007 – tiveram continuidade em fevereiro deste ano, com a realização de dias de campo e incursões da equipe do projeto em municípios do Jequitinhonha em parceria com representantes dos sindicatos rurais e das associações comunitárias com o objetivo de mobilizar comunidades rurais quilombolas.

Todas as etapas são custeadas pela Petrobras, através do projeto "Desenvolvimento e Cidadania", coordenado pelo engenheiro agrônomo. Segundo ele, as 400 barraginhas devem estar prontas em 150 dias, sendo que dias de campo comemorativos devem marcar a finalização das 100 barraginhas em cada município. “Nestes dias festivos serão entregues em cada comunidade um computador completo para que os jovens, principalmente, tenham mais oportunidades profissionais”, completa Luciano.

Mais informações podem ser obtidas junto à Área de Comunicação Empresarial (ACE) da Embrapa Milho e Sorgo, Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento: (31) 3027-1223 ou gfviana@cnpms.embrapa.br www.cnpms.embrapa.br
Fonte: Com informações do Portal Fator

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Noticias atualizadas em sua pagina na web

Radio de Virgem da Lapa na internet

Ouça a radio Morada Fm acessando o site Morada fm ao vivo